Autor & Obra

Emir Starshyne, que sou eu, não é alguém que você encontre todos os dias numa rua qualquer de sua cidade.

Cheio de ideias malucas e teorias mais malucas ainda – e que em geral são mais lúcidas do que as teorias mais aceitas, ainda que todos prefiram ignorar este fato – ele (eu) é (sou) um cara bacana. Um cara bacana pra caramba!

Bom, se eu for ficar falando de mim, vou ter que fazer um blog só pra enaltecer minhas qualidades – que só vai ter uma postagem com uma linha e um monte de comentários dizendo “é mentira!”, mas não tem importância.

O importante aqui é a função desse blog, que é a de hospedar a totalidade daquilo que eu chamo – provisoriamente – de Project UnEnding. Por que Project UnEnding?

Porque em primeiro lugar, é em inglês e coisas em inglês feitas por brasileiros dão um ar de credibilidade. Parece profissional mesmo não sendo. Project é porque é um projeto. UnEnding é uma palavra que eu inventei, que é a junção do prefixo un-, que em inglês dá sentido de negação à palavra que vem grudada nele – como em undead, unbelievable, unavoidable, unhappy e por aí vai – e Ending que significa “final”. Então, literalmente, seria Projeto Não-Final ou Projeto Sem Fim ou Projeto Não Acabado ou como diabos queiram traduzir, que não me interessa porque nem eu mesmo tenho uma tradução exata para o nome disso.

Por enquanto é Project UnEnding porque não está acabado e não pensei em nome melhor. É Project UnEnding porque é um projeto e quando terminar não será mais projeto, assim como também não estará mais inacabado.

A história é uma mistura de ficção científica, fantasia medieval (no estilo de RPGs como Final Fantasy ou Dungeons & Dragons), um pouco de humor – um toque casual, que uso como desculpa para encobrir meu péssimo estilo literário e outros inúmeros estilos que aos poucos vou colocando aqui e ali para parecer que estou escrevendo algo sofisticado.

O que importa é que esse projeto é meu.

Ou melhor, não só meu. Como diria a Magda, do Sai de Baixo, uma andorinha só não faz anão e um blogueiro só não escreve uma história enorme e revolucionária sem ajuda.

E ajuda eu tenho.

Tenho a Renata Starshyne, meu amor, que me dá várias ideias e acompanha o projeto de perto, me atura quando estou em crises de bloqueio criativo e que não deixa faltar nada pra que eu esteja sempre feliz – ainda que pela minha rabugisse natural eu quase nunca esteja feliz, mas ela faz tudo que pode e que não pode pra me ver bem e, sem ela, com certeza esse blog não seria possível.

Bem, por enquanto é isso. Mais além termino esse texto, mas já sao 2 da manhã e eu estou começando a sentir sono…

Anúncios

Um pensamento sobre “Autor & Obra

Deixe seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s